Lookbook #4: California Stars

Lookbook 4 - california

A gente parece que some com lookbook, mas não é assim, tá? Temos tudo friamente calculado para publicar sempre 1 semana sim e outra não. E cá estamos nós, mais uma vez. A escolha do #4 é um top que eu amo, um saião basicão preto, uma botinha para variar e um chapéu que é muito meu amigo <3. Fotos lookbook: Mário Camarão. E maquiagem é claro que é Nay!

(Todas as fotos do #4 na galeria de imagens – final do texto) 

Começando pelo top: já falei de Daisy Print aqui, né? Nesse caso não é estampado no tecido, é aplicação de das flores no top. Encantei quando vi. Ele tem costas rendada com um pouquinho de transparência. Veste super bem! É curto, mas fica ótimo com uma peça de cintura alta, tipo nesse caso, que usei com saião cintura alta. Comprei na Topshop, em uma promoção por 59 dinheiros. Não consegui sair sem esse de lá. Não tem mais na loja, mas encontrei algumas adaptações na loja Romwe e na Black Owl.

A saia foi um investimento mais que necessário no meu guarda-roupa. Quantas vezes eu consigo usá-la, com milhares de blusas e dependendo de qual delas, já poder usar em diversas situações? Certeza que várias mesmo. É maravilhoso sempre ter uma peça bem universal assim. É logo simples de ter diversas ideias para várias ocasiões. Encontrar em algumas lojas também é bem simples. No caso, esse aí é da Renner, comprado em dezembro, mas já percebi que sempre que acaba, eles repõe mais de tão básicas e procuradas que são. O valor? R$ 69. Jamais me arrependo. Tem modelo igual e outros parecidos ainda na Renner.

Nos pés a botinha comprada na Riachuelo. Esse modelo é daquela coleção que eles consideram mais rocker, que apesar de implicar com várias das peças, essa daí amei! De cara imaginei com shortinhos e camisetas, blusão, legging e, por que não com o saião? Comprada recentemente (fevereiro), esse modelo é da nova coleção de outono/inverno e certeza que ainda é possível encontrar em algumas lojas. Interessou também? Saiu por R$ 139. Vai lá que ainda deve ter.

O chapéu, muito amigo, já procurava tem um bom tempo. Olhava em sites de moda e ficava babando na ideia de ter um. Procurando por aí, consegui achar nas coleções de outono/inverno do ano passado e o mais inacreditável é que foi na Marisa. Lembro que uma vez usei para ir no salão e a Gabi (Manuella Hair), que sempre faz o meu cabelo lindamente, aprovou total o uso do chapéu para o meu tipo de cabelo, já que protege para não queimar tanto no sol. Só me incentivou mais ainda. Não, não uso sempre, mas também achei que valeu muito comprar este, principalmente por ter me custado R$ 49, tranqs. Não encontrei o mesmo na coleção desse ano da Marisa, mas vocês encontram o mesmo aqui.

E aí, o que vocês acharam?

Tem sugestão ou dúvida? Manda aqui pra gente.

Um beijo!

 

Lookbook #3: Passenger Side

lookbook 3.1

Já tava na hora do Lookbook #3, né? Decidimos dar um time depois do Carnaval até publicar esse, mas agora acho que já deu. O terceiro look já é um velho conhecido meu, mas nunca esteve por aqui na forma completa. No mês de estreia do site, fizemos um post sobre Kimonos, vocês lembram (aqui o link)? Resolvemos, então, fazer o lookbook dele por aqui. Fotos por Mário Camarão. (lookbook completo no final do texto)

Vamos começar pelo kimono: como falamos aqui, é uma peça que rolou e que ainda tá rolando. Confortável, fresquinho e sempre com uma estampa linda! Podemos usar durante o dia, tarde, noite, o que não falta é oportunidade. É só adequar com a blusa que vamos usar por baixo, sempre um pouco mais justa, já que ele é soltão. Esse meu é da Farm, coleção de 2012 (não, nunca vou enjoar dele). Ok, impossível encontrar o mesmo, hoje, se nem for por desapego de alguém, mas ele está longe de ser um dos únicos modelos. No post feito aqui, deixamos a dica do da Riachuelo, que custava 89 dinheiros, Sholder, a nova coleção da Farm também tm novos kimonos  — aqui — alguns dos modelos já disponíveis nas lojas. Para quem tem uma Topshop por perto, lá também tava cheio e ainda tem a Forever 21 que acabou de inaugurar e tinha uma peça linda lá custando R$ 57,90, certeza que esse já acabou lá, mas outros modelos deles ainda chegam na loja. Nem tá difícil de achar, né?

Bom, o top basicão é da Topshop. Todo preto e curto, não tive nem como resistir só de imaginar quantas vezes e de quantas maneiras eu o usaria. Em promoção, me custou só R$ 39. Uma peça dessas é ideal para usar com outras de cintura alta, shorts, calças jeans, saias skater, midi ou longas. Tendo a cintura alta já fica incrível. Tem uma blusa preta em casa? Corta aí, vai… Sendo manga curta como a minha, longa ou alcinhas, na hora de usar com uma peça alta vai ficar aquele vintagezão lindão. Não tem? Achei uma bem parecida na Renner aqui, além disso, na C&A, Marisa e diversas outras assim vocês conseguem encontrar blusas pretas ou de outras cores básicas.

Shorts: precisamos deles para viver! Nós aqui, definitivamente, temos um relacionamento sério com eles. No calor, eles nos confortam e no frio não escapam com uma meia-calça. Durante o dia, tarde e noite, poderíamos viver com eles, sempre que rolasse (<3). Eu, particularmente, procuro apenas os de cintura alta, além de te possibilitar um visual um pouco mais arrumadinho, para quem não curte sua barriginha/flancos/culotes (tipo eu), ele se torna uma grande companheiro. Esse meu é da Farm, mas é de uma coleção bem antiga, foi uma compra de brechó (dei sorte). Mas podemos encontrar várias adaptações dele! Encontrei um na Black owl Rockstore  — loja que já foi indicada por mim no site, através de uma amiga que já comprou lá — aqui.

Sobre botas, nem preciso declarar amor! Elas sempre aparecem no site, não vivo sem. Essas do lookbook são inspiradas no modelo Susan, da Chloé, diversas marcas se inspiraram e criaram a sua, como Jeffrey Campbell, Schutz, Zara e outras. Essa minha é da C&A, pela Bottero, tem um bom tempo que comprei, mas é possível encontrar modelos parecidos ainda na Zara, Schutz, na própria C&A e em sites como Dafiti, tipo essa aqui. Na época, a minha custou R$ 189,90.

A bolsa de franjas é uma das minhas favoritas na hora de sair de casa. Essa daí, desde que comprei, não sai mais de mim. Gosto do tipo por sempre ficar bem com um tênis, sapatilhas, botas, saltos, de manhã, tarde, noite… Podemos aproveitar muito essa versatilidade. No final de 2012, eu estava enlouquecidamente em busca de uma, até que no início de 2013 a minha mãe fez o favor de encontrar uma na loja Yamada (!!!) e comprou pra mim. Essa custou R$ 200. Essa não tem mais lá, mas encontramos vários modelos, atualmente, na Renner também, na Riachuelo e tem essa aqui na Black Owl! Tá valendo.

Curtiu?

Ideias de peças para o nosso lookbook Shake It ou quer deixar sugestões? Diz aí.

Beijo!

Lookbook Shake It: gola abotoada

Foto: Mário Camarão

Foto: Mário Camarão

Hoje o Shake It estreia uma nova categoria: Lookbook Shake It! Lembram  quando falamos que novidades estavam por vir, anunciado na nossa Fan Page? Pois é, essa é uma delas. Depois de muito pesquisar e pensar em como um look, por aqui, poderia ser além de um look do dia, foi que decidimos fazer o lookbook, que será pontual no site. unindo nossas ideias e mais as do fotógrafo Mário Camarão — que, por sinal, realiza um trabalho incrível de fotografia e conversa com nossas ideias –, o resultado foi esse. O lookbook ta aqui para inspirar nosso armário na hora de sair de casa, sugerir e criar. E esperamos que vocês gostem.

O Lookbook de hoje é sobre a gola abotoada, detalhe que faz toda a diferença e deixa aquele charme no look todo. Sabe aquela blusa de botões, “quadradona”, que não tem nada demais? Experimenta abotoar até a gola pra ver o resultado! Se tiver uma ponteira de gola, então, fica mais lindo ainda. ❤ Shake It apoia, totalmente, a gola abotoada e por isso decidiu fazer seu primeiro lookbook com elas.

Já falando das peças utilizadas, o vestido longo nude é da marca Romwe — que já falamos por aqui que amamos, compramos, entrega no Brasil direitinho e que não fomos taxadas –, ele tem um detalhe/desenho no tecido, que na foto, aproximada, é possível ver. Bom, o tamanho dele é P, vocês sabem que essas coisas, pedindo pela internet, olhamos as medidas e vamos na cara e na coragem, no meu caso deu certo. O valor é em Dólar, mas em Real me custou uma média de R$ 160, que no geral, pelo modelo e satisfação que tive, foi um bom investimento (rs). Comprei já imaginando a gola abotoada, que faria essa diferença e gostaria mais ainda.

As botas foram compradas na loja/sapataria Bettini (por incrível que pareça rs), comprei na loja do Shopping Boulevard Belém, e percebi um dia desses que nem existe mais, não sei se a loja do Shopping Pátio Belém ainda ta lá firme e forte. Eu não costumava comprar lá, mas quando vi essa bota, apaixonei! A bolsa estilo saco é da C&A, amo esse modelo de bolsa, aí quando vi essa por R$ 69,90 decidi levar pra casa.

Comprei essas peças há um tempo, então seria complicado achar as mesmas, mas têm outros modelos incríveis de vestidos na Romwe, tipo esse; a bota vocês vão conseguir achar com mais facilidade nas coleções de outono/inverno que estão chegando e, ainda, já tinha um modelo semelhante na Zara (vi recentemente) e a bolsa vocês encontram na própria C&A, Renner e Riachuelo, só que em outros modelos.

Curtiu o Lookbook do Shake It? Alguma sugestão pra gente? Manda aí pra gente nos comentários.

Um beijo!

Para ver as imagens ampliadas é só clicar. 😉

Botas cano curto + meias

bota e meia 5

E lá vem, mais um vez, novamente, quase sempre, arrumando uma maneira para falar de botas sem falar apenas delas. Dessa vez, vamos falar de um vício: usar meias curtas ou médias com as botas de cano curto. Desde que comecei a usar, não consigo mais parar!

Quando vi inspirações por aí, apaixonei, aí como tenho botinhas, comecei a experimentar. Com as botinhas marrons, usei meias pretas, com as botinhas pretas, usei cinza. No meu caso, as minhas meias tem aquele modelo social, fininhas, sabe? Puxo bem no pé, pra não deixar volume de meia na parte de dentro das botas e quando termina o cano da bota é quando quero que a meia faça um leve volume, aí acumulo todo o volume da meia no final do cano da botinha, ficando como uma polaina, mas bem mais discreto por ter menos tecido.

bota e meia 6

bota e meia 8

Essa já é polaina. Apesar de exagerado, gostei.

Essa já é polaina. Apesar de exagerado, gostei.

bota e meia 7

Dá até pra testar em casa! Antes de investir em meias diferentinhas ou até em novas, experimenta em casa pra ver se vais gostar mesmo de usar. Tem uma botinha em casa? Tem meia-calça? Sem problemas se for uma toda surrada e furadinha, como ela vai acumular em apenas uma área, não vai aparecer furo. Então pronto, pega a meia-calça, veste, marca a medida da meia nos seus joelhos, aí é só tirar e cortar na marcação, depois disso, você coloca a meia, a botinha e deixa o que sobra da meia, acumulada acima do cano das botas.

Assim que uso a minha. Repara como deixo a meia fazendo volume logo quando termina o cano da bota. Essa, por exemplo, cortei, era meia-calça.

Assim que uso a minha. Repara como deixo a meia fazendo volume logo quando termina o cano da bota. Essa, por exemplo, cortei, era meia-calça.

Não sei vocês, mas depois que viciei nisso, comecei a cortar meia-calça de bolinhas e corações pra usar com as botas (risos). Além de passar a investir e parar para olhar meias em lojas. Acho incrível para usar de noite. Fica diferentão, sendo super básico e simples. Faz a diferença.

Se ainda não usas/tens, experimenta aí! Enquanto não é vício e enquanto você tiver meias velhas para tentar, não custa nada, né?

Diz aí o que achas.

Beijo!

Cut Out Boots, tô te amando

Cut out

E para o meu primeiro post, lembrei de falar das Cut Out Boots, aquela coisa linda e maravilhosa que me apaixonei no primeiro olhar ❤

Sabe a bota cano curto que levanta qualquer look simples? Cut out Boots tem a mesma ideia, só que elas ganharam um corte vazado, algumas com um ar mais pesado, outras mais românticas.

cut out balenciaga

Cut out boots Balenciaga

As boots modernizadas foram lançadas pela Balenciaga e abraçadas, de cara, por algumas celebridades que costumam exibir tendências por aí.

Já tá rolando há um tempo, e acho que não vão deixar de fora também das próximas coleções de calçados outono/inverno. Mas lembrando que, não importa o calor, o recorte está aí justamente com a ideia de não se tornar tão quente no verão e para que você também possa usar no inverno, acompanhadas (ou não) de meias. Se eu já uso botas cano curto nesse calorão de Belém, imagina essas recortadas!

cutout jeffrey e topshop

Cut out boots modelos Jeffrey Cambel (vendidas na Urban Outfitters) e modelos Topshop

Várias marcas já lançaram as suas: Jeffrey Campbel, Topshop, Urban Outfitters (e que entrega no Brasil! Socorro!), ASOS (que também entrega no Brasil) e em muitas outras, mas acredito que, em breve, vamos ver muito mais em lojas pelo Brasil e por um preço um pouco mais acessível. Oremos!

Primeiro post aqui, né? Prometo que vamos trazer coisas diferentes e que vocês se identifiquem com elas.

Beijo!